Portabilidade de crédito consignado: Entenda quando e como fazer

Ao solicitar um empréstimo consignado ou crédito pessoal, nem sempre conseguimos tempo suficiente para pesquisar as outras opções que o mercado proporciona. No entanto, se você encontrou um banco com juros menores, é possível solicitar crédito para portabilidade de consignado.

O crédito consignado é uma opção de empréstimo que tem ganhado um destaque cada vez maior em sua área. Com um processo simplificado, juros acessíveis e parcelas flexíveis tratam-se de uma boa opção em se tratando de crédito rápido.

O Banco Central regulamenta o valor dos juros do empréstimo em consignação, ou seja, não é possível ultrapassar o teto máximo imposto pela lei. Dentro da porcentagem, no entanto, os bancos e financeiras podem trabalhar o valor como desejarem, e por isso este pode vir a oscilar.

Preparamos esse post para ajuda-lo fazer a portabilidade do seu crédito consignado caso encontre uma opção de banco melhor. Continue a leitura e fique por dentro de todas as informações.

O que é e quando fazer a portabilidade de consignado?

A portabilidade é um direito assegurado por lei. Ninguém é obrigado a permanecer com um serviço contratado se assim não o desejar. Com o crédito consignado é a mesma coisa.

Se você tiver contratado um serviço de crédito, mas acabou encontrando uma outra instituição financeira com melhores condições, pode ser a hora certa para fazer a portabilidade de crédito consignado. No entanto, é preciso se atentar ao contrato e às suas regras.

Existem cláusulas em contratos que estipulam um período mínimo para se estar fidelizado. Sendo assim, é importante prestar atenção às normas para que não ocorra nenhum problema posterior.

Vale a pena fazer a portabilidade do crédito consignado se:

  1. Há um banco que é conveniado com o sistema de crédito consignado e que oferece juros menores do que aqueles do banco em que você tem o seu contrato atualmente. Verifique o CET (Custo Efetivo Total), os juros e se existe taxas extras, afinal, para saber se a portabilidade compensa é necessário ter todas as informações de cobrança.
  2. O banco oferece uma margem consignável mais atrativa. A margem consignável do empréstimo consignado é de 35%, sendo que 5% devem ser utilizados com o cartão de crédito consignado. No entanto, dentro desta porcentagem, os bancos podem disponibilizar de acordo com a análise do cadastro.

Quando você faz um refinanciamento da sua dívida ou uma portabilidade de crédito, a sua margem consignada aumenta, afinal, as parcelas ficam menores. Assim, caso você precise de um novo empréstimo talvez seja interessante.

Para quem possui empréstimo para aposentados e empréstimo para pensionista a portabilidade pode ser uma forma excelente de conseguir mais dinheiro e baixar os juros do consignado atual.

Como solicitar a portabilidade de crédito consignado?

Para fazer a portabilidade de uma instituição para a outra, é necessário a troca de informações com todos os dados importantes. Assim, o banco para o qual você vai levar seu contrato precisa dos seguintes dados:

  • O número do contrato que você fez com o banco anterior
  • O saldo que ainda falta ser pago, ou seja, o saldo devedor atualizado com juros e taxas
  • Demonstrativo da evolução do saldo devedor
  • Modalidade do empréstimo
  • Taxas de juros aplicados à operação (nominal e efetiva)
  • Número de parcelas em que o empréstimo foi feito
  • Forma de pagamento, ou seja, como trata-se de empréstimo consignado, é importante informar os dados da empresa ou órgão governamental responsável pela sua folha de pagamento
  • Valores, tanto de cada prestação individual, quanto dos encargos
  • Data do último pagamento

Uma vez que a portabilidade do crédito consignado é um direito de todo consumidor, o banco do qual você vai retirar seu contrato não pode reter informações. Quando forem solicitados os dados requeridos pela outra instituição, o banco deve disponibiliza-los em um prazo de 24 horas úteis.

As instituições são obrigadas a aceitar a portabilidade?

Ao banco é assegurado o direito de fazer uma contraproposta para a retenção do cliente. É muito provável que no momento em que você solicitar a portabilidade, o banco faça uma proposta com vantagens para não perder o cliente. Assim, você pode aceitar esta contraproposta ou não.

O banco para o qual você quer levar seu contrato também tem o direito de não aceitar o serviço. Pode ser que não exista interesse em cobrir a proposta do outro banco. Sendo assim, pode ser que após a análise do seu contrato anterior, o banco negue a portabilidade.

A recusa da portabilidade pelo banco de sua escolha deve ser devidamente justificada. É direito de todo cidadão o atendimento no estabelecimento de sua escolha, portanto, caso haja a recusa, ela deve ter uma base legal para isso.

Caso sua oferta seja aceita pelo novo banco, antes de fechar o contrato, questione acerca do Custo Efetivo Total (CET), ou seja, o valor dos juros atualizados com todas as taxas extras. Esta informação é importante para saber se a portabilidade é compensativa.

Se todos os trâmites ocorrerem de acordo, o contrato será feito e você terá um novo financiamento do valor restante da sua dívida. O banco para o qual você mudou irá ressarcir o anterior com o valor atualizado da dívida restante e dos juros. O prazo para esse procedimento pode variar entre 5 a 7 dias úteis.

Quando não compensa fazer a portabilidade de crédito?

Fim de contrato

Se falta poucos meses para finalizar seu contrato, talvez não compense fazer a portabilidade de crédito consignado. Ao refinanciar o saldo devedor, novos juros serão adicionados ao valor restante, assim pode aumentar a dívida ao invés de diminuir.

Taxas mais altas

Para saber se a portabilidade compensa, é preciso calcular o valor restante junto com o Custo Efetivo Total (CET). Só assim é possível saber se a portabilidade de consignado funciona.

Diferenças mínimas

Quando as taxas tiverem uma diferença pequena. É interessante que a taxa de juros dos dois bancos tenham uma diferença razoável que justifique o trabalho de fazer a portabilidade. Senão, pode não compensar o trabalho com o processo.

A portabilidade de crédito consignado pode ser uma vantagem para você que quer terminar de pagar o seu empréstimo com juros menores. Assim, fazer a pesquisa dos bancos que ofertam o serviço é o primeiro passo em direção aos seus objetivos.

Tenha o cuidado de analisar os contratos das duas instituições, assim você estará preparado para qualquer eventualidade. Caso contrário, conte conosco para auxiliá-lo com mais informações importantes sobre a portabilidade de crédito consignado. Envie sua mensagem para nós.