Limite do crédito consignado: Veja como descobrir o seu

Conhecer o limite do crédito consignado pode fazer toda a diferença no seu processo de organização das finanças. É muito importante saber qual é o valor com o qual você poderá contar se o seu orçamento falhar ou se complicar por causa de gastos excessivos ou um emergência.

Como funciona o limite do crédito consignado? Começa pela margem consignada, suas regras gerais e sua utilização podem ser de grande ajuda até mesmo na contratação do serviço, com ela é possível saber de ante mão quanto poderá ser pego em dinheiro nos bancos e financeiras.

O crédito consignado é uma das linhas de crédito que mais possuem vantagens para quem o solicita. É essencial compreender toda a funcionalidade da margem para limite quando for fazer a solicitação do consignado.

Para ajuda-lo, preparamos esse texto para você com uma série de informações importantes. Continue a leitura e saiba mais.

Qual a função do limite do crédito consignado?

Como o próprio nome já pressupõe, o limite do crédito consignado serve para limitar a quantidade de descontos na renda, salário ou benefício do mutuário, além de servir como dispositivo para evitar o endividamento além das possibilidades de pagamento. O limite no consignado é delimitado por lei e os bancos e instituições financeiras que disponibilizam o consignado devem obedecer à porcentagem limite.

Esta porcentagem tem o nome de – margem consignada -, ou margem consignável e é regulamentada pela Lei 10.820/2003, que se ocupa do empréstimo consignado. Este tipo de empréstimo é o mais simples e fácil de contratar do mercado, excetuando-se talvez o cheque especial.

No entanto, ao contrário do cheque especial e empréstimo pessoal bancário, o empréstimo consignado se caracteriza pelos juros baixos, e pelas parcelas fixas e flexíveis. O limite da margem consignável regula os valores quem podem ser pedidos.

Como funciona o Limite para margem consignada?

A margem consignada é o limite do crédito consignado que você pode gastar em relação ao seu salário. Este limite existe para que o solicitante não corra o risco de comprometer seu salário inteiro com dívidas.

No Brasil, o endividamento por empréstimo é muito alto. A grande maioria da população se utiliza desta facilidade, e acaba se envolvendo em taxas de juros altíssimas que fazem com que a dívida nunca seja quitada.

Sendo assim, a margem consignada é uma barreira entre o empréstimo e a dívida. Desta forma, é possível solicitar o serviço, utilizá-lo de acordo com suas necessidades, e ainda assim ter o controle.

A margem consignada é estipulada por lei no valor de 35% do valor total do salário do solicitante. Ou seja, 30% podem ser utilizados para o pagamento da parcela, enquanto os 5% restantes devem ser direcionados ao pagamento da fatura do cartão de crédito consignado, caso você faça uso dele.

Como saber o limite na margem para fazer empréstimos consignados

Quem pode pedir o consignado tem acesso a alguns meios de saber qual o limite de margem para contratar uma operação para tomada de dinheiro emprestado com o consignado.

Normalmente os órgãos pagadores juntos as secretárias de planejamento quando liberam esse tipo de benefício para servidores e funcionários do poder público, disponibilizam a informação direto no holerite, folha de pagamento ou no portal do consignado online que pode ser acessado de qualquer lugar.

Aposentados e pensionistas do INSS também tem acesso a sua margem para limite de crédito para consignado através do extrato com detalhamento e do portal específico para esse fim, criado pela DataPrev, INSS e MPS.

Grupos que podem pedir empréstimo consignado

O sistema de crédito pessoal consignado é direcionado a determinados grupos. Pensionistas do INSS, funcionários públicos federais (SIAPE), estaduais ou municipais, aposentados, militares, e até mesmo funcionários de empresas privadas, desde que sob algumas restrições.

Assim, um funcionário de empresa privada (Consignado Privado) pode solicitar o empréstimo consignado desde que a empresa em que ele trabalhe seja conveniada com os bancos que disponibilizam o serviço, assim como a empresa deve ter o aval da Previdência Social.

O convênio entre funcionário, banco e Previdência Social é extremamente importante para que o processo possa ser finalizado. A averbação do empréstimo, ou seja, o reconhecimento do empréstimo pela instituição pagadora é a parte central do serviço.

Tem juros mais acessíveis

O crédito consignado, além de ter o valor da parcela regulado, tem também os valores dos juros sob regras estritas impostas pela lei e pela Previdência Social.

Assim, aposentados e pensionistas tem o direito ao empréstimo consignado com juros que devem obedecer à taxas de 2,08%. Para funcionários públicos os valor é ainda menor, 2,05%. Esses juros são referentes ao CET (Custo Efetivo Total), ou seja, todas as taxas devem estar inclusas nesta porcentagem.

As parcelas são flexíveis e prazos fixos

As parcelas do empréstimo consignado obedecem a regras específicas também. Para aposentados e pensionistas do INSS, o número das parcelas pode chegar a 72 vezes.

Para funcionários públicos o número é mais alto, 96 vezes. Para funcionários de empresas privadas o empréstimo pode ser feito em até 48 vezes. Estes números são pensados em relação ao risco que o investimento pode causar ao banco.

De qualquer forma, ainda que cada grupo tenha a sua margem de parcelas e juros, cada banco pode decidir por meio da análise do cadastro do solicitante, qual é o numero de parcelas, ou o valor dos juros, mais adequados a cada caso.

Relações entre a limite de margem e número de empréstimos

O valor atual da margem consignada foi estipulado por lei em 2015. Cada solicitante tem o direito a 35%, incluindo o valor para o cartão de crédito consignado. Em meados de 2017, as regras do serviço tiveram uma outra modificação.

Anteriormente a 2017, cada solicitante podia ter 6 empréstimos ativos ao mesmo tempo, depois as regras se modificaram e o número aumentou para 9. Esta mudança teve seus apoiadores, mas também aqueles que se preocuparam com o endividamento.

No entanto, ainda que o número de empréstimos tenha sofrido alteração, o valor da margem consignada não aumentou. Assim, se você tiver 6 empréstimos ativos, mas que já tenham preenchido a sua margem consignada, você só conseguirá solicitar outro se pagar um deles, ou fazer um refinanciamento de sua dívida.

Como consultar o limite do crédito consignado?

É possível saber qual é o seu limite para tomar seu novo consignado ou saber qual a sua margem consignável atualizada para solicitar um ou mais empréstimo consignados online.

Para consulte sua margem consignada caso não saiba qual é o seu limite de crédito pré-aprovado acesse agora mesmo nosso simulador para crédito consignado aqui mesmo online da ShoppingCred.

Limite para Refinanciamento do Consignado

É possível conseguir aumentar a margem consignada por meio de um refinanciamento porque o valor que você já pagou entrará no cálculo do novo empréstimo. Assim, o número de parcelas aumenta, e o valor de cada parcela diminui liberando a margem consignada.

É bem comum que aqueles que desejam fazer um novo empréstimo, mas não tem a margem suficiente, façam o refinanciamento. No entanto, é muito importante que você se questione acerca da real necessidade de um empréstimo.

Cada empréstimo que você faz tem a adição dos juros. Ainda que eles sejam baixos e regulamentados, se você fizer uma série de pequenos empréstimos, pode ser que o valor total em juros acabe sendo maior do que o compensativo.

Como aumentar o limite no crédito consignado

Não existe uma forma legal ou gambiarra para aumentar o limite de crédito para fazer seu crédito consignado, ou seja, sua margem consignável é definida por decreto. Embora existam muitos rumores de que a porcentagem da margem possa subir além do permitido atualmente, não há nada que justifique essa aprovação.

Portanto, o limite máximo para descontar na renda do solicitante para usar em um empréstimo consignado é de 35%, passou desse limite é problema na certa.

Então, quer saber como consular o seu limite do crédito consignado agora?

Para saber se o empréstimo consignado vai valer a pena, e quanto você precisa para sanar seu problema, é importante colocar suas dívidas na ponta do lápis e fazer um orçamento doméstico. Para demais dúvidas e solicitações, entre em contato com a gente.