Quais as opções de empréstimo consignado para quitar dívidas

Em uma situação em que as finanças saem de controle, é possível utilizar o empréstimo consignado para quitar dívidas. Este tipo de empréstimo é mais fácil de solicitar, tem menos burocracia, e os juros e taxas sãos mais baixos do que os demais.

Infelizmente, não são todas as pessoas que podem solicitar o empréstimo consignado. Ele está disponível para aposentados, pensionistas do INSS, funcionários públicos federais, estaduais ou municipais, e militares, incluindo marinha e aeronáutica.

Funcionários de empresas privadas podem pedir o crédito consignado, se a empresa em que trabalham possuir convênio com os bancos que ofertam o serviço. Para solicitar o serviço basta acessar a página do banco na internet, ou ir até uma agência.

Para maiores informações sobre como usar empréstimo consignado para quitar dívidas, continue a leitura.

O que é o crédito consignado?

O empréstimo consignado é um tipo de empréstimo em que as parcelas são debitadas do próprio salário ou benefício. Os juros são mais baixos que a média do mercado, além de serem estipulados por lei, ou seja, não há riscos de eles aumentarem de uma hora para a outra.

Outra vantagem é o numero de parcelas que pode ser de até 96 vezes para funcionários públicos, ou até 72 vezes para aposentados e pensionistas do INSS. Além disso, é muito simples solicitar o serviço e tudo pode ser feito pela internet.

Quando usar o empréstimo consignado para quitar dívidas

Cheque especial e cartões de crédito

O cheque especial tem um dos juros mais altos do mercado e é o responsável pelo endividamento de boa parte da população brasileira. Desta forma, se houver uma possibilidade de quitar o cheque especial com o crédito consignado é interessante aproveitar.

O cartão de crédito promove a mesma situação. Se você atrasa alguns dias no pagamento, ou mesmo se não faz o pagamento em um mês e espera remontar para o próximo, ou ainda se você paga só o mínimo os juros aumentam exponencialmente.

A opção de pagar apenas o mínimo é uma desvantagem para o consumidor, ainda que pareça um mal menor. Ao pagar o valor mínimo da fatura você vai no crédito rotativo, que é, nada mais nada menos, que um financiamento da sua dívida acrescido de juros altos.

O Banco Central fez um informe constatando que a média de juros do cartão de crédito pode chegar a 334% ao ano. É por esse motivo que, solicitar um empréstimo consignado para pagar o cartão de crédito pode ser vantajoso, afinal, a diferença entre os juros é de aproximadamente 300% ao ano.

Nome sujo

Ter o CPF negativado pode te colocar em situações bem desagradáveis. Além do mais, ter o CPF restrito no SPC ou SERASA faz com que as possibilidades de conseguir empréstimo negativado sejam quase nulas.

Um dos pontos positivos do crédito consignado é que não é necessário consultar os bancos de dados de restrição ao crédito. As parcelas dos empréstimos são debitadas diretamente na folha de pagamento e, portanto, o banco não corre riscos de inadimplência.

Portanto, se você faz parte de um dos grupos que possuem direito ao empréstimo consignado, talvez seja o momento de analisar suas finanças e ver se vale a pena solicitar esta modalidade de crédito.

Unificar dívidas

Ter várias dívidas menores pode fazer com que você se atrapalhe. Além do mais, isso faz com que os juros e taxas continuem aumentando. Ao solicitar um empréstimo consignado, você consegue pagar suas dívidas e ficar com apenas uma parcela.

A parcela do crédito consignado vem acrescida de juros que são muito menores que os dos cartões de crédito ou do cheque especial, por exemplo. Assim, você consegue mais tranquilidade e pode conseguir mais tempo para se programar melhor.

Dicas para usar o empréstimo consignado para quitar dívidas

Conheça a sua dívida

Com as facilidades da vida moderna como cartões de crédito e empréstimos, é muito fácil perder o controle da dívida. Repentinamente você pode receber uma série de faturas em sua casa, e ter dificuldades em compreender de onde elas vieram.

É importante não entrar em pânico e saber contornar a situação, aprendendo com ela para que não se repita novamente. O primeiro passo é pegar papel e caneta e anotar todas as dívidas, incluindo as taxas de juros.

A dívida atualizada pode ser vista junto aos fornecedores. Ligue para as operadoras dos cartões de crédito, ou nos próprios bancos e solicite o valor atual. Com essas informações em mãos, é a hora de priorizar aquelas mais altas, ou com as maiores taxas de juros.

Geralmente, as mais altas são aquelas dos cartões de crédito ou do cheque especial. Esta última possui uma das maiores taxas de juros do mercado e pode ultrapassar 125% ao ano. Sendo assim, talvez seja interessante verificar outras opções, caso em necessidade no futuro.

Renegocie a sua dívida

É interessante que, antes de procurar os fornecedores para propor um pagamento, você saiba exatamente o valor que tem disponível para investir. Se você for utilizar o empréstimo consignado para quitar dívidas, é essencial saber o valor que você vai receber.

Com esse dado em mãos fica muito mais fácil renegociar sua dívida. Demonstre interesse em pagar, faça a análise da proposta e tente conseguir um desconto. Pagamentos à vista geralmente constituem possibilidades de desconto, então, questione.

Organize suas finanças

Períodos de crise acontecem sem que o cidadão comum tenha como prever. Se já é difícil para economistas que trabalham no meio, para nós que não temos tanto conhecimento das leis que regem o mercado, fica ainda mais difícil.

Sendo assim, organize suas finanças. Não compre mais do que você pode pagar e, na medida do possível, procure comprar à vista. Compras à vista geralmente vem com descontos, além de ser possível aproveitar as promoções sazonais que as lojas fazem.

Tenha certo controle do seu dinheiro e, sempre que possível, tente guardar uma porcentagem do seu salário todos os meses. Assim, você consegue se preparar financeiramente para algum possível revés econômico.

O conteúdo que trouxemos para você neste post foi útil? Então, compartilhe-o em suas redes sociais e ajude seus amigos a entenderem sobre o empréstimo consignado para quitar dívidas. Vamos lá?