crédito consignado para pagar dívidas

Utilizar crédito consignado para saldar dividas pode ser uma forma mais simples e rápida de diminuir os custos. Quitar faturas altas de cartão de crédito, outros empréstimos pessoais, ou mesmo financiamentos de imóveis ou automóveis novos e usados, com crédito consignado pode ser uma grande vantagem.

Sabemos que os juros altos cobrados em compras no cartão de crédito ou do uso do cheque especial podem fazer com que o valor das parcelas aumente exponencialmente. Desta forma, fazer um crédito consignado descomplicado pode auxiliá-lo no processo de finalizar ou reduzir os juros de suas dívidas.

O crédito consignado é uma modalidade de empréstimo pessoal em que as parcelas são debitadas diretamente da folha de pagamento. Este tipo de crédito possui muitas vantagens e é interessante saber como ele funciona.

Para auxiliá-lo na pesquisa acerca do consignado em folha e sua aplicação no pagamento de dívidas, criamos esse post com algumas informações. Continue a leitura e entenda ainda mais!

Por que usar crédito consignado para saldar dividas?

Hoje em dia, não é segredo que possuir muitas diversas dívidas comum quando se tem crédito. Considerando a facilidade de possuir inúmeros cartões de crédito, contas bancárias e contas virtuais etc., as pessoas têm acumulado diversas responsabilidades financeiras.

Com isso, o melhor mesmo é centralizá-las em um só lugar, isto é possível contratando o crédito consignado.

Veja, a seguir, alguns motivos para utilizá-lo:

Taxas de juros reduzidas em consignados

Se você está preso em um financiamento com parcelas altas e juros ainda mais altos, ou se o seu cartão de crédito está atrasado, o crédito consignado pode ser a solução para os seus problemas – só para relembrar que é uma ótima solução.

Um dos motivos mais importantes para ter essa vantagem é a taxa de juros. Os juros do crédito consignado obedecem a um teto máximo estipulado por lei.

Para aposentados e pensionistas do INSS por exemplo, o juros começa em 1,30 ao mês e até 2,08% – taxa boa não é mesmo?

Para os funcionários públicos federais, estaduais ou municipais, a taxa de juros é ainda menor, sendo 2,05% ao mês, no entanto o máximo pode chegar a 4%. O legal é que as parcelas não aumentam no decorrer dos meses, é fixa do início ao final do empréstimo.

Consignado tem parcelas fixas

Parece até bom demais para ser verdade! Mas uma das maiores vantagens do crédito consignado é que as parcelas são fixadas em um determinado valor desde a contratação até o término. Assim, não existe perigo de aumento de uma hora para outra e causar um descontrole nas sua finanças pessoais.

O empréstimo consignado também tem o valor das parcelas regulamentado por lei. Isso significa que o valor debitado ao mês não pode ultrapassar 30% do valor total. Dentro desses 30% o valor da parcela será estipulado por meio da análise de cadastro do solicitante.

Além do mais, uma vez que as parcelas são debitadas da folha de pagamento, os riscos de pagar multa por atraso são nulos. O débito das parcelas ocorre na data do recebimento do benefício e você pode controlar tudo por meio de extratos da conta.

Prazos maiores para pagamento

Financiamentos e empréstimos convencionais geralmente trabalham com um número menor de parcelas – até 60 meses. No crédito consignado, as parcelas podem ser pagas no período de 12 a 96 meses, dependendo do tipo de contrato.

O número de parcelas também é influenciado pela sua categoria, por exemplo, aposentados e pensionistas, ou funcionários públicos, militares das forças armadas ou ainda funcionários de empresas privadas.

Como utilizar crédito consignado para pagar dividas?

Ao solicitar o empréstimo consignado para saldar dívidas mais caras, é importante saber exatamente quais são essas dívidas. É muito comum nos guiarmos apenas pelo valor que se apresenta nas faturas, no entanto, isto pode ser um erro.

Na tarefa de priorizar as maiores dívidas e quitá-las com o crédito consignado, é importante considerar também, as taxas de juros e o saldo devedor total. Dívidas como cartões de crédito, financiamentos de imóveis ou automóveis em geral costumam ter juros mais altos que o consignado – então use-o!

Não tenha dúvidas, o crédito consignado pode ajudá-lo a extinguir essas dívidas mais altas. O consignado se caracteriza por ser o empréstimo com as menores taxas de juros que existem, perdendo apenas para o empréstimo com garantia de imóvel ou garantia de veículo.

O consigado é um dos mais rápidos, fáceis e simples de contratar em lojas, agências e o consignado online então, nem se fala.

É mais barato porque as parcelas saem do direto do salário do servidor, ou benefício do aposentado, ou do pensionista do INSS que faz a solicitação do crédito. Com essa regra, o banco fica mais tranquilo em relação aos pagamentos das parcelas, e os clientes podem contar com um serviço livre de burocracias.

Quem está negativado pode pegar um consignado e pagar todas as suas dívidas pendentes e mais caras – é uma ideia!

Quais são as dívidas com maiores taxas de juros?

Cartão de Crédito ▾

Cartão de crédito

Ainda que o cartão de crédito se mostre ser um aliado em momentos em que estamos sem dinheiro em espécie, ele também possui uma das maiores taxas de juros.

O cartão de crédito é também uma das primeiras opções dos brasileiros quando se trata de parcelamento e de compras. A inadimplência desse tipo de crédito é também muito alta.

Pesquisas feitas por sistemas de verificação de crédito observam que o cartão de crédito é o responsável por grande parte do endividamento dos brasileiros. Os juros advindos do atraso nos pagamentos é muito alto.

Desta forma, pode ser interessante priorizar o pagamento das faturas do cartão de crédito com o empréstimo consignado. Esta modalidade de empréstimo é uma das mais vantajosas, e a substituição de uma dívida pela outra pode te ajudar.

Cheque Especial ▾

Cheque especial

O cheque especial é o crédito pré-aprovado que o banco disponibiliza na sua conta, e que também é conhecido como limite. Trata-se de um dos tipos de empréstimo pessoal com a maior taxa de juros do mercado.

Muitas pessoas acabam entrando em dificuldades financeiras ao se utilizarem do cheque especial. Por tratar-se de um dinheiro pré-aprovado e que não precisa de nenhum processo de aprovação, existe a tentação de usá-lo quando a situação aperta.

No entanto, isso pode ser um erro. Conforme a divulgação feita pelo Banco Central, a taxa de juros do cheque especial pode chegar a 324,7% ao ano. Se você comparar com o empréstimo consignado, verá que o valor dos juros é irrisório e não chega a 30% ao ano.

Outros Financiamentos ▾

Parcelas de outros financiamentos

É muito fácil entrar em dívidas com financiamentos de imóveis ou mesmo de automóveis. É por isso que financiamentos são perigosos se não houver um planejamento dos gastos e do orçamento familiar.

Financiamentos são muito populares no mercado brasileiro, mas as taxas de juros também são muito altas. Uma outra desvantagem do financiamento é que, na maioria das vezes, a possibilidade de perder o bem adquirido é alta.

Uma opção é utilizar o crédito consignado para quitar o financiamento. Assim, o banco paga a sua dívida e você faz um novo contrato, mas desta vez, com juros menores.

Bom, descobrimos que usar o crédito consignado para saldar dividas é uma maneira de manter as finanças pessoais em dias e criar hábitos de consumo mais saudáveis.

Além disso, te ajuda a evitar uma série de problemas e dores de cabeça no futuro como ficar com restrições no CPF (nome sujo) ou ter o nome negativado no Serasa, SCPC, SPC Brasil ou a mais nova agência de crédito TransUnion.

O que achou de aprender a usar o crédito consignado para saldar dívidas? Foi útil?

Então, compartilhe este conteúdo em suas redes sociais. Dessa forma, seus parentes, familiares e amigos também poderão se manter informados sobre o assunto e poder pegar um crédito consignado para saldar as dívidas com mais segurança.