Como funciona a consignação em folha de pagamento

Existem determinados jargões e conceitos financeiros que devem ser compreendidos em sua totalidade para que possamos entender melhor os processos diários. Saber como funciona a consignação em folha de pagamento é um desses processos.

De uma forma bem simples, a consignação é uma modalidade de crédito pessoal em que o débito é feito diretamente na folha de pagamento do salário ou do benefício. Este débito pode se referir a diversos serviços.

Seja a consignação do crédito consignado, do cartão consignado ou de algum outro vencimento, é importante saber exatamente do que se trata, quais são suas características e quando esse desconto pode ocorrer.

Preparamos esse post para ajudá-lo a compreender como funciona a consignação em folha de pagamento. Continue a leitura e se informe melhor acerca dos procedimentos.

Primeiro, conheça os seguintes termos:

Consignatário

É aquele que recebe os créditos solicitados. Pode ser de natureza física ou jurídica. No caso específico do crédito consignado, trata-se do solicitante.

Consignante

É a empresa pública ou privada, de origem governamental ou não, que se responsabiliza pelos descontos na folha de pagamento ou no benefício do consignatário.

Consignado

É a função ou modalidade. Pode ser o empréstimo consignado ou o cartão de crédito consignado, para citar duas das opções mais importantes.

Tipos de consignação em folha de pagamento: Compulsória e Facultativa

Nem sempre a consignação em folha de pagamento do funcionário público ou do aposentado é facultativa, ou seja, nem sempre foi ele que solicitou. Existem ocasiões em que a consignação se dá de forma obrigatória, seja por ordem judicial ou pelas especificidades da lei.

Portanto, é importante saber quais são as diferenças essenciais entre a consignação compulsória e a facultativa. No primeiro caso, o funcionário ou beneficiado não tem escolha. Um exemplo de consignação compulsória é a contribuição para a Previdência Social e que ocorre mensalmente.

A consignação facultativa é resultado de uma escolha pessoal do solicitante. Sendo assim, nenhum desconto pode ser feito sem a autorização do mesmo. Um exemplo de consignação facultativa é o crédito consignado ou o cartão consignado.

Quem pode utilizar a consignação na folha de pagamento?

Servidores públicos nos mais diversos cargos a serviço da sociedade, militares das forças armadas, aposentados, pensionistas do INSS, funcionários assalariados de empresas privadas conveniadas com bancos e financeiras autorizadas em conceder consignado.

O que é passível de ser consignado na folha?

Nas consignações, tanto as compulsórias quanto as facultativas, é comum que os descontos realizados no pagamento ou benefício sejam de longo prazo. Existem vários tipos de consignação que variam de acordo com a categoria.

Na consignação compulsória, os descontos podem se referir a contribuição para a Previdência Social ou para sindicatos; planos de seguridade social do servidor público, pensão alimentícia, entre outras.

Em relação à consignação facultativa, os descontos podem ser devidos a empréstimos, seguros de vida, pensão alimentícia voluntária, planos de saúde, financiamentos solicitados, entre outros.

As consignações debitadas da folha de pagamento ou dos benefícios são geradas por meio de sistemas de pagamento encarregados. Por exemplo, no caso dos beneficiários do INSS ou aposentados, o serviço é feito pelo Dataprev. No caso dos funcionários públicos federais, pelo SIGEPE.

O que é? Como funciona o crédito consignado?

O crédito consignado: é uma das principais deduções das folhas de pagamento por consignação facultativa. Por se tratar de um serviço de crédito com muitas vantagens, ele tem se tornado muito popular no Brasil.

O crédito consignado: tem pagamento das parcelas feito por débito automático na folha de pagamento ou no benefício. Assim, as parcelas podem tomar apenas 30% do salário para que não exista nenhum perigo de endividamento.

O crédito consignado: pode ser solicitado pela internet, ou seja, zero tempo e custos gastos em locomoção ao banco. Desde a simulação do empréstimo até a contratação, o serviço pode ser feito online.

Como o crédito consignado as taxas de juros são as menores do mercado, possui parcelas flexíveis que podem se estender em até 96 meses dependendo da categoria ao qual o contratante faz parte, e não há consulta aos órgãos de proteção ao crédito como SPC/SERASA/SCPC. Sendo assim, quem tem CPF negativado não sofre nenhuma influência contrária a aprovação do consignado.

Taxas de juros e descontos

As taxas de juros são regulamentadas por lei, desta forma, funcionários públicos contam com uma taxa mensal de 2,05%, e pensionistas do INSS e aposentados com uma taxa total de 2,08% ao mês.

Os valores das parcelas obedecem à porcentagem estipulada pela margem consignável. Isto significa que as parcelas não podem exceder a 30% do salário. É possível ter 9 empréstimos ativos ao mesmo tempo, no entanto, os valores combinados não devem ultrapassar os 30%.

O serviço de cartão de crédito consignado pode ser incluído também com uma margem consignada de 5%. Além dos 30% direcionados ao empréstimo, é possível gastar mais 5% com compras parceladas.

A margem consignada ajuda a não aumentar o número de inadimplentes que contrataram crédito e não puderam fazer os pagamentos nas datas estipuladas. A modalidade de consignação em folha de pagamento ou benefício faz com que todos os meses os valores sejam debitados automaticamente e não é possível atrasar.

Você pode consultar a margem consignável por meio do simulador de consignado online. Assim, você vai saber exatamente qual o valor cada banco ou instituição financeira pode te permitir.

Como contratar crédito consignado sem burocracia?

Você precisa estar inserido em um dos grupos elegíveis, e pode fazer a contratação por meios eletrônicos, por aplicativos no celular, pelo Internet Banking, pelos caixas eletrônicos ou mesmo em agências físicas.

Documentação – É necessário estar com os documentos pessoais em mãos. RG, CPF, comprovante de renda e comprovante de residência. Mesmo se a solicitação for feita pela internet, os documentos devem ser utilizados para que nenhuma informação seja passada incorretamente.

Informações – os dados pessoais incorretas são os grandes responsáveis pela não aprovação do crédito consignado. Assim como a digitalização de documentos em qualidade baixa. É essencial que se observe atentamente como fazer a digitalização correta para que não haja nenhum problema em relação a isso.

Ao contratar – Empréstimos devem ser contratados com muita atenção e cuidado. É importante levar em consideração que o crédito consignado será debitado todos os meses do seu salário e não será possível interromper. Sendo assim, estar preparado financeiramente é importante para que não ocorra nenhum problema.

Compartilhe com seus amigos nas redes sociais e confira em nosso blog tudo que está relacionado com informação sobre as vantagens do consignado para solicitar o seu basta Clicar Aqui.